Vai casar? Confira nossas dicas financeiras para você!

dabraut1bEstá pensando em dar o próximo passo com aquele alguém especial? Antes de tudo o casal deve conversar sobre dinheiro. Decidir como irá gastar, guardar e investir, isso, será essencial para o relacionamento. Os dois tem de acertar quais suas prioridades para a realização de seus sonhos, seja individual ou em conjunto.

Com essa preocupação, nós separamos oito dicas que vão prevenir seu relacionamento de problemas futuros.

1. Mantenha bons hábitos financeiros desde o início do relacionamento. Não gaste o dinheiro com bobagens, poupe para emergências, tenha uma atitude positiva diante do dinheiro. “Em educação financeira, é o exemplo que conta”, diz Navarro. Se um faz o que é certo, será exemplo para o outro.
2. Tenha contato com parentes e amigos cuja história de sucesso seja admirado. No livro “Os Segredos da Mente Milionária”, de T.Harv Eker, o autor sugere isso mesmo: copie o modo de pensar dos ricos para inspirar sua própria vida. “A sugestão é importante para colocar o casal em contato com pessoas que possam ensinar e mostrar um jeito novo de cuidar da carreira e da vida”, diz.
3. Converse sobre dinheiro sempre que puder, principalmente com o par. O diálogo é essencial para nivelar expectativas e responsabilidades, além do que permite que as decisões sejam amplamente discutidas e avaliadas. O educador diz perceber que não há diálogo sobre dinheiro na maioria dos casais que atende.
4. O casal deve ter uma conversa mensal sobre o orçamento. É impossível saber os limites financeiros da família sem controlar quanto entra e quanto sai de dinheiro. Isso evita que surjam problemas como o marido estar endividado no cheque especial e a mulher continuar gastando por ignorar o problema.
5. Crie compromissos financeiros para cada membro da família. Navarro diz que não se deve concentrar todas as responsabilidades e decisões apenas sobre o homem ou a mulher. Se tiver filhos adolescentes, peça para irem ao banco pagar contas, ainda que seja com o dinheiro do pai e da mãe. Dividir as obrigações com todos mostra a importância desses compromissos.
6. Defina objetivos comuns de curto, médio e longo prazo. Dinheiro não é só para gastos imediatos, mas é uma ferramenta importante para realizar sonhos. Navarro diz que o ser humano é naturalmente individualista. Ao formar uma família, é preciso se lembrar que as decisões devem ser conjuntas. “Normalmente a compra do carro fica a cargo do homem. Mas o impacto financeiro recai sobre toda a família. É justo que todos opinem se está na hora de trocar o carro e por qual modelo”, diz.
7. Transforme o investimento em um hábito, não espere sobrar para investir. A dica de Conrado Navarro é que o casal aproveite a tecnologia (home banking) e programe o investimento sempre no dia seguinte ao do recebimento do salário.
8. Se surgirem problemas financeiros, procurem juntos a solução, e não o culpado. O consultor sugere encarar o problema e decidir qual será a responsabilidade de cada um para mudar a situação. Ele diz que há casais que chegam a extremos. “Só querem a parte boa do casamento, mas nada além disso. São como melhores amigos dividindo o mesmo teto, não querem as responsabilidades. Pensam assim: eu sou careca, então não preciso comprar xampu, isso é com ela”, diz. Esse tipo de atitude não resolve a situação.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: